ASSOCIADOS DO SINDICATO RURAL DE CASTANHAL VISITAM A FÁBRICA DA CAMTA

Posted by admin In: Sem categoria No comments

A comitiva dos associados do Sindicato Rural de Castanhal, acompanhada  pelo Presidente do Sindicato Rural de Tomé Açú, foi recebidos na CAMTA, pelo gerente comercial José Ono.

Enquanto visitava a fábrica da cooperativa, a comitiva pode conhecer um pouco da história da CAMTA  e de como passou a ser considerada a maior da região norte.

Fundada em 1931, pelos primeiros imigrantes japoneses que se instalaram nessa região, a CAMTA foi criada com o apoio do governo japonês, inicialmente, como a Cooperativa de Hortaliças.  Após a Segunda Guerra Mundial, para superar as dificuldades desse período, a colônia começou a cultivar a pimenta-do-reino, vivendo, nesse período, o auge da história econômica dessa região.

Os produtores de Castanhal puderam observar como funciona a fábrica, mesmo sem poder ter acesso ao interior dela, por questões de segurança, devido o risco de contaminação do produto.

Com 130 funcionários, a cooperativa trabalha com diversas culturas, como o maracujá, a graviola, o abacaxi, o cacau, a goiaba e o cupuaçu, além do açaí, que é o seu principal produto.  Segundo José Ono, a produção anual da polpa do açaí, destinado à exportação,  é de 6 mil toneladas, ou seja, 40% da produção.  A  cooperativa destina 50% do produto para o Pará, Amapá e Maranhão e  10% para outros estados.

A CAMTA incentiva seus cooperados  a produzir através do SAFs ? Sistemas Agroflorestais, pois acredita ser uma das melhores formas de produção sustentável na Amazônia. A cultura do cacau, ainda hoje, muito praticada em Tomé Açú, foi a responsável pela introdução do SAFs na região, no início da década de 70, propiciando, então, o consórcio com várias espécies.

Segundo José Ono, as frutas do município passam por um processo produtivo, sendo processadas com as técnicas mais avançadas, transformadas em geleias e polpas 100% naturais e sem adição de corantes ou conservantes.

Os produtores rurais de Castanhal saíram da fábrica com uma ideia clara de como funciona uma cooperativa, que poderia ser uma ótima opção para a produção de frutas do município.

Em seguida, a comitiva visitou a CASA DO COOPERADO, onde pode conhecer onde os produtos são comercializados. Frutas, sorvetes, geleias, plantas, flores, bijuterias. Tudo o que é produzido pelos cooperados é  vendido nesse espaço, bastante visitado por turistas que passam pela região.

0 Likes

Comments: 0

There are not comments on this post yet. Be the first one!

Leave a comment